domingo, 5 de setembro de 2010

BashStyle - Personalize o bash e o editor de textos Vim com poucos cliques

O Bourne-again Shell (bash) foi criado por Brian Fox em 1987 e, desde então, passou a ser o interpretador de comandos oficial para a maioria das distribuições Linux. Administradores de sistemas, por exemplo, passam o dia todo em contato com o bash, executando comandos e serviços, programando algum script ou então editando arquivos de configuração.
Por ser tão importante e de uso tão frequente, pode valer a pena investir algum tempo na personalização do shell. Para isso, o usuário precisa saber quais arquivos editar e como fazê-lo, já que os arquivos de configuração do bash exigem sintaxe e comandos próprios.
Uma forma de simplificar esse processo é usar o BashStyle-NG, um programa para Linux que fornece uma interface mais prática na hora de customizar alguma característica do bash. Para usá-lo, basta fazer o download do pacote DEB e instalá-lo através do Instalador de Pacotes do Ubuntu. Depois disso, o software estará disponível no menu Aplicativos > Acessórios > BashStyle-NG.
Tela principal do BashStyle-NG
Na seção “Style”, é possível habilitar a configuração do BashStyle-NG e também do prompt colorido. Também é possível definir o esquema de cores apresentadas durante a leitura das páginas de manual (Man pages) ou da saída de um comando grep.
Em “Aliases” você pode configurar “atalhos” para os comandos que você mais usa, como por exemplo, dizer que ao executar “ps”, você estará, na verdade, invocando “ps aux | less”.
Aproveitando, todos os comandos que você executa no bash são armazenados em um histórico, que pode ser acessado com as setas direcionais para cima e para baixo. Existe um comando que limpa esse histórico facilmente mas, se preferir, você optar por limpá-lo com um único clique no botão “Reset Bash’s History”, da seção “Advanced”.
Ainda nessa aba, é possível também especificar quais caracteres são usados como prompt do tipo PS2, exibido quando um comando exige um complemento, como por exemplo, um loop ou uma condição.
Em “Extras” o usuário pode indicar algumas informações adicionais para serem exibidas no prompt principal, como a quantidade de memória usada ou o espaço que os arquivos de uma pasta ocupam.
Você também pode personalizar o Vim
Com o BashStyle-NG, você também pode personalizar o editor de textos VIM, alterando o esquema de cores do realce de sintaxe (Syntax highlighting), habilitando a opção para destacar os pares de parênteses e até mesmo fazer com que fique em destaque a linha na qual o cursor está posicionado.
Lembre-se que para efetivar as configurações feitas, você deve abrir uma nova sessão do bash. No emulador de terminais do GNOME, você pode fazer isso com a combinação de teclas Ctrl+Shift+T.


(imagens e texto do site do baixaki você pode fazer o download clicando aqui)

Não se Esqueça de Assinar o Nosso blog por E-mail para receber nossas atualizações todos os dias, ou nos acompanhar através do nosso feed e se você gostou de nossas dicas acompanhe mais pelo nosso twitter - www.twitter.com/aresjr e em breve teremos muitas novidades, aguarde.