sábado, 7 de novembro de 2009

Usuário Ubuntu de primeira viagem



Veja como foi a experiência de dois usuários que nunca mexeram com a plataforma Linux

Um dos principais problemas quando se experimenta um sistema operacional diferente daquele a que estamos acostumados é a configuração inicial: deixar o micro um pouco mais com a sua cara. Quem estava acostumado ao Windows e migrou para o MAC – ou vice-versa – sabe do que se trata. E, na nossa experiência com o Linux não foi diferente.

Escolhemos a versão do Linux chamada Ubuntu. E ela foi escolhida simplesmente porque é a mais popular. Nossas duas cobaias nunca haviam usado o sistema operacional: estão habituados ao ambiente Windows. Mas, como o Linux realmente vem se tornando mais próximo dos usuários comuns, a instalação não foi um problema.

“É todo em português, você pode escolher o seu idioma. E aí não requer muitos conhecimentos, ele dá os detalhes do tipo de instalação que você precisa e não tem nenhum problema”, conta o estudante Rafael Oliveira.

Mas, a lua de mel acabou aí. A Letícia, por exemplo, enfrentou problema com a rede sem fios. Esse, aliás, uma dificuldade recorrente para quem está começando no mundo Linux.

“Ele não reconheceu de cara a rede sem fio, não abria. Até que foi simples para descobrir a rede sem fio, para aparecerem as opções. No caso da rede da minha casa, ela reconheceu, conectou, mas não abria nenhum tipo de site. É como se não estivesse conectado. Aí eu fui em outro computador, pesquisei em fóruns, no Google, e vi que o problema era recorrente para algumas pessoas, principalmente com o provedor que eu estava usando”, explica a estudante Leticia Martines.

Um dos problemas que mais incomodou o Rafael foi a instalação de plugins comuns. O Flash, por exemplo. Sem ele, não dá para ver vídeos online na maior parte dos sites. E, esse, é um problema para o qual ele não encontrou solução total.

“Eu instalei um plug-in que vem no próprio sistema operacional, e até aparece o vídeo, mas não aparece o som - e eu quero o som também”, afirma o estudante.

Para quem já está acostumado com o ambiente Linux, essas dificuldades podem até parecer coisas simples. Mas, para a maioria dos usuários, que ainda não explorou esse tipo de sistema, são grandes obstáculos. Na semana que vem, buscamos ajuda para nossas cobaias. E você vai ver como vencer essas barreiras iniciais. Fique ligado.